Exames

Qualidade e precisão em diagnósticos por imagem.

Tomografia Computadorizada

A Tomografia Computadorizada é um dos métodos de exame mais confiáveis atualmente. Sua tecnologia proporciona uma experiência rápida e tranquila ao paciente, com uma alta precisão de diagnóstico.

Por meio dela é possível analisar e segmentar diversas regiões do nosso corpo com uma alta definição, dessa forma, podemos visualizar lesões imediatas, sem obter a necessidade da internação.

Essa praticidade, faz com que a tomografia seja um dos exames mais requisitados, pois os profissionais confiam em seus resultados. A partir disso, a qualidade dos exames complementares acabam se tornando mais elevadas, o que resulta em um diagnóstico mais preciso ao paciente.

Como funciona:

Este exame utiliza um aparelho Raio – X que gira em torno do paciente, fazendo radiografias transversais por todo o corpo.

Posteriormente, essas radiografias são convertidas em imagens chamadas corte tomográficos (TC), que compreendem uma série de cortes transversais para formar um quadro completo com órgãos e estruturas internas do corpo do paciente.

Durante o exame:

O profissional posicionará o paciente de forma adequada antes do exame. Após isso, a pessoa será transferida lentamente para o interior do aparelho, onde serão feitas as imagens.

Ao longo do exame, o paciente deverá se manter imóvel e seguir as instruções fornecidas pelo profissional através da comunicação interna disponibilizado no aparelho.

O tempo estimado para a realização do exame, pode durar de 5 a 15 minutos.

Após o exame:

Depois do exame de Tomografia o paciente poderá retomar suas atividades normalmente.

Em caso de uso de contraste endovenoso, recomenda-se a ingestão de líquidos após o exame, para ajudar na eliminação do contraste injetado.

Contraindicações:

A Tomografia é contraindicada para pacientes grávidas.
Mamografia Digitalizada

Um exame completo e preciso para oferecer mais segurança ao paciente. Conheça a Mamografia.

Este exame é indicado para o rastreamento de rotina do câncer de mama e o seu principal benefício corresponde à melhora da detecção de lesões em mamas densas (mamas com predomínio do tecido fibroglandular em relação ao tecido gorduroso).

Atualmente, é o exame mais seguro para este diagnóstico e consiste em uma análise tranquila e simples. Seu objetivo é detectar lesões, especialmente as malignas, o mais precocemente possível, para melhorar o prognóstico da doença.


Como funciona:
As imagens são obtidas por meio de um aparelho, chamado mamógrafo. O exame consiste em comprimir as mamas no aparelho, com emissão de Raio-X com baixas doses de radiação sob normas que garantem a segurança da paciente.

Principais indicações:
- O primeiro exame deve ser realizado com mulheres entre os 35 e 40 anos.

- O exame poderá ser realizado precocemente, apenas em mulheres que apresentam mamas adiposas ou com histórico familiar favorável à doença. Porém, caso a paciente apresente mamas muito densas antes dos 30 anos, é recomendado substituir o exame por uma Ecografia ou por uma Ultrassonografia.

- Para homens é indicada para a pesquisa de nódulos e ginecomastia.
É importante lembrar que é recomendado fazer o autoexame mensalmente e o exame ginecológico, anualmente.

Durante o exame:
Normalmente, são feitas duas ou mais radiografias de cada mama que consistem na compressão para deixá-las uniformes.

Durante o procedimento, surgirá uma sensação de pressão por apenas alguns segundos. Esse pressionamento é importante, pois além de diminuir a radiação recebida pela paciente proporciona imagens nítidas e detalhadas.
O exame leva 15 minutos e as radiografias serão interpretadas pelo radiologista.

Contraindicações:
A mamografia é contraindicada em grávidas, como qualquer outro exame que se utiliza de radiação.
Densitometria Óssea

A Densitometria Óssea é um exame responsável por medir a densidade dos ossos, analisando os seus minerais, para compará-los com os padrões de idade e sexo do paciente. Atualmente, é um exame moderno e bastante usado no diagnóstico de doenças ósseas.

Como funciona:
Seu diagnóstico é obtido através de um aparelho que tem como capacidade medir a massa óssea dos nossos ossos. Sua análise verifica a quantidade de perda óssea e o risco de fraturas que o paciente pode ter.

O exame é rápido e indolor, utiliza uma dose mínima de radiação, dez vezes inferior à uma radiologia convencional, adquirindo imagens através de fontes de raios-x duo energéticas.

Principais indicações:
- Mulheres com idade igual ou superior a 65 anos e homens com idade igual ou superior a 70 anos;
- Mulheres com menopausa precoce;
- Mulheres acima de 40 anos, na transição menopausa e homens acima de 50 anos de idade com fatores de risco;
- Avaliação da eficácia do tratamento de osteoporose;
- Antecedente de fratura por fragilidade óssea;
- Uso de medicamentos que aumentam risco de osteoporose (ex: corticoides, anticonvulsivantes, etc.);
- Através de orientação médica;

Durante o exame:
O procedimento é realizado com o paciente deitado na mesa do equipamento, sem qualquer desconforto, pois não há contato do aparelho com o corpo. Porém, durante a realização do exame é fundamental permanecer imóvel.

Sua duração é de 10 a 15 minutos.

Contraindicações:
A Densitometria Óssea é contraindicada para pacientes grávidas.

Densitometria – Composição Corporal:
O exame de densitometria também pode ser utilizado para determinar a quantidade de massas magras e adiposas corporais. Esse procedimento, conta com grande importância no tratamento nutricional e na perda de peso, auxiliando os pacientes no seu condicionamento físico.

Qual é a sua importância?

Avaliar e prevenir possíveis situações que comprometem a qualidade de vida do paciente, tais como:

- Níveis altos ou excessivamente baixos de gordura;

- Avaliar a eficiência das intervenções nutricionais e de exercícios físicos na alteração da composição corporal;
- Estabelecer peso corporal ideal de atletas e não atletas;
- Formular recomendações dietéticas e prescrição dos exercícios;
- Monitorar as mudanças na composição corporal que ocorrem com o crescimento e envelhecimento.


Principais indicações:
- Pacientes em acompanhamento para tratamento da obesidade, síndrome metabólica ou que estejam em modificação da sua composição corporal;
- Pacientes com doenças crônicas associadas à desnutrição;
- Na avaliação de composição corporal de atletas em programa de treinamento físico;
- Crianças em fase de crescimento e desenvolvimento;
Angiotomografia

Qual é o objetivo da Angiotomografia?

Seu objetivo é observar nitidamente a parte interna e externa, diâmetro e comprometimento dos vasos sanguíneos, analisando com clareza a presença de placas de cálcio ou de placas de gordura nas coronárias. Além disso, serve também para visualizar com clareza o fluxo sanguíneo cerebral, ou em qualquer outra área do corpo, como pulmão ou rins.

Consegue detectar até mesmo as menores calcificações coronarianas, que não seriam identificadas num exame comum, como no eletrocardiograma de esforço.

Indicações da Angiotomografia:

- Em caso de sintomas de doenças do coração;

- Indivíduos com doenças cardíacas instaladas;

- Suspeita de calcificação coronariana;

- Verificar eficácia de Stent após cirurgia de ponte safena;

- Aneurisma cerebral;

Contraindicações da Angiotomografia:

- Indivíduos alérgicos ao contraste;

- Gravidez;

- Obesidade, por não permitir uma boa visualização do vaso sanguíneo;

- Artéria altamente calcificada;

- Indivíduos com ritmo cardíaco irregular.

Recomendações para antes do exame:

Quatro horas antes do procedimento o indivíduo não deverá comer nem beber nada.

Em relação aos medicamentos, poderão ser tomados os diários, mas recomenda-se não tomar nada que contenha cafeína e nenhum medicamento contra a disfunção erétil 48 horas antes do exame.

Minutos antes da realização da angiotomografia o indivíduo deverá tomar um medicamento para diminuir a frequência cardíaca e outro para dilatar os vasos sanguíneos, com o intuito de melhorar a sua visualização das imagens cardíacas.

Sua duração é em média 10 minutos.

Ultrassonografia

A ultrassonografia é um diagnóstico muito recorrente que utiliza o eco de ondas ultrassônicas de alta frequência para visualizar, as estruturas internas do organismo.

Possui grandes vantagens em relação aos demais exames radiológicos, pois conta com preços especiais, resultados de rápida execução e mais segurança ao paciente, já que não utiliza radiação.

A I-RADI é referência em exames de ultrassonografia, com toda a praticidade e tranquilidade que você merece.

Doppler vascular

O exame Doppler Vascular ou Ultrassom Doppler é um procedimento que visa analisar por meio de uma ultrassonografia, a rede vascular, o fluxo sanguíneo e outras diversas partes do corpo.

Este procedimento é fundamental principalmente para os pacientes diabéticos, fumantes ou portadores de vasculopatias. Além disso, é indolor, pois conta com um equipamento portátil que pode ser utilizado de maneira repetitiva, não causando nenhum transtorno ao paciente, inclusive em mulheres grávidas. Outro ponto importante, é que o seu aparelho visualiza de maneira rápida o sistema venoso profundo e superficial do membro em tempo real e com alta eficácia.

Com o Doppler Vascular, não se indica mais cirurgia de varizes, pois graças a ele, podemos não só mapear as veias varicosas visíveis, mas também as veias que não se evidenciam a olho nu.
Escore de cálcio cardíaco

O escore de cálcio cardíaco é um teste não invasivo que permite medir o risco de eventos cardíacos futuros.

Ele é realizado através da tomografia multislice e se caracteriza por um exame tranquilo e simples. Atualmente é o procedimento de rastreamento (screening) de maior acurácia na cardiologia, porém não é capaz de determinar a presença de obstruções coronarianas.

É indicado para pacientes:

Homens acima de 45 anos ou mulheres acima de 55 anos, com ou sem sintomas de dor no peito;

História familiar de doença cardíaca;

Tabagistas ativos ou pregressos;

Obesos;

Dislipidêmicos (colesterol alto).

Colonoscopia virtual

A colonoscopia virtual é utilizada para identificar sinais de câncer colorretal e também para localizar pólipos e tumores no tecido do cólon e reto, que podem ser pré-cancerosos.

O procedimento utiliza a tomografia computadorizada para obter imagens das regiões que compõem o intestino grosso. Posteriormente, um computador combinará as imagens dimensionais e tridimensionais do cólon e do reto.

A diferença entre colonoscopia virtual e colonoscopia convencional é a forma como as imagens do cólon e reto são recuperadas.

A colonoscopia convencional utiliza um colonoscópio, que é um longo tubo com uma luz. Já a colonoscopia virtual, utiliza a tomografia computadorizada ou ressonância magnética para obter imagens do interior do cólon.

Procedimentos intervencionistas guiados por imagem

A Radiologia Intervencionista é uma especialidade médica que tem uma atuação muito especializada. Apesar disso, vem se expandindo nos últimos anos ocupando áreas de destaque cada vez maior no meio médico e na mídia.

Seu objetivo é realizar procedimentos e cirurgias minimamente invasivas, com rápido retorno do paciente a suas atividades. Além disso, conta com uma alta taxa de sucesso e para proporcionar mais qualidade de vida ao paciente. Suas principais áreas de desenvolvimento são a oncologia, doenças cardiovasculares, doenças do fígado, doenças da coluna vertebral e a ginecologia.

Conheça os seus procedimentos:

- Punção e biópsia guiada por tomografia ou ultrassonografia;

- Drenagem de coleções e abscessos guiados por tomografia ou ultrassonografia;

- Drenagem biliar percutânea (incluindo dilatação de estenoses biliares e implante de Stent / prótese biliar);

- Embolização;

- Quimo embolização;

- Implante de filtro de veia cava;

- Angioplastias (de carótida, de membros inferiores, de artérias renais e etc);

- Implantes de Stent;

- Implante de endoprótese de aorta e Ilíacas;

- Nefrostomia;

- Implante de cateter Duplo J;

- Ablação por radiofrequência;

- Alcoolização de tumores;

- Implante de cateter venoso de longa permanência;

- TIPS.

PREPAROS

Alguns exames precisam ser feitos com a administração por via endovenosa de uma substância denominada contraste. O objetivo do contraste é basicamente estudar artérias, veias e a vascularização dos órgãos, além de se obter uma imagem mais nítida. Indivíduos alérgicos, que tenham apresentado reações leves ao contraste no passado, que tenham alergia a medicamentos, rinite ou asma são orientados a utilizar um preparo antialérgico antes do exame para que a chance de reações adversas seja reduzida. Em nosso serviço as reações são infrequentes, pois além das orientações de preparo, utilizamos os meios de contraste mais seguros disponíveis no mercado. Indivíduos que tenham algum comprometimento da função renal não devem utilizar o meio de contraste, salvo em raras situações com a autorização do médico solicitante. Indivíduos diabéticos que utilizam metformina e que recebam contraste endovenoso deverão suspender o medicamento durante 48 horas após o exame. Mulheres que estão amamentando não necessitam suspender a amamentação, mesmo que utilizem contraste.

Nos exames realizados sem o contraste endovenoso, o paciente não sente qualquer desconforto. Já quando o contraste é necessário, é comum sentir sabor metálico na boca e calor no corpo. Alguns apresentam náuseas, e para evitarmos a ocorrência de vômitos, orientamos que seja feito jejum de 6 horas.

Objetos que contenham componentes metálicos como cintos, colares e brincos afetam a qualidade das imagens e poderão ter que ser removidos dependendo da região do corpo a ser examinada.

Ao comparecer para realizar a tomografia não esqueça de trazer exames que já tenham sido realizados e que têm relação com o problema que está sendo investigado. As informações obtidas com tais exames auxiliam muito o diagnóstico.

Um questionário será preenchido e procure através dele fornecer o máximo de informações. O médico radiologista acompanhará o exame e, se necessário, esclarecerá qualquer dúvida.

A paciente deve marcar a Mamografia para a semana após seu período menstrual, pois nessa fase as mamas ficam menos doloridas;
Não se deve usar talco, loções ou desodorantes antes da Mamografia. Esses produtos químicos podem interferir no resultado, criando artefatos que atrapalham a análise do exame.
É importante informar ao técnico se já passou por alguma mamografia anteriormente e trazer esses exames para que seja possível comparar se houve mudanças no tecido mamário.

O paciente receberá orientações de acordo com a região do corpo a ser examinada.

Abdome superior ou Abdome total
- Jejum de 6 horas;
- Vestir roupa de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior.

Cervical
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupas de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior;
- Evitar roupas de golas altas.

Glândulas salivares
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupas de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior;
- Evitar roupas de golas altas.

Ecodoppler de Tireoide
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupas de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior;
- Evitar roupas de golas altas.

Ecodoppler da Aorta Abdominal
- Jejum de 6 horas
- Vestir roupa de duas peças para retirar somente a parte superior.

Ecodoppler de Artérias Renais
- Jejum de 6 horas
- Vestir roupa de duas peças para retirar somente a parte superior;
- Luftal

Ecodoppler de carótidas
- Evitar roupas com golas altas;
- Vestir roupa de duas peças para retirar somente a parte superior;
- Não é necessário jejum.

Ecodoppler Membro inferior venoso e arterial
- Trazer exames anteriores;
- Não é necessário jejum.

Mamas e axilas
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupas de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior;
- Trazer exames anteriores (mamografia e ecografia mamárias).

Pélvica Transvaginal
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupas de duas peças para que possa ser retirada somente a parte inferior.

Próstata via abdominal
- Duas horas antes do exame beber 4 copos de água, chá ou bebida sem gás;
- Não urinar mais até a hora do exame;
- Não é necessário jejum;
- A bexiga deve estar cheia durante a realização do exame, mas não excessivamente. Caso a vontade de urinar fique muito forte, esvazie um pouco a bexiga antes de entrar na sala de exames;
- Vestir roupa de duas peças para que possa ser retirada somente a parte inferior.

Quadril
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupa de duas peças para retirar somente a parte inferior;
- Trazer exames anteriores (RX de quadril).

Tireoide
- Não é necessário jejum;
- Vestir roupas de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior;
- Evitar roupas de golas altas

Não é necessário jejum.

Punção de Tireoide

- Vestir roupa de duas peças para que possa ser retirada somente a parte superior;
- Evitar roupas de gola alta;
- Não é necessário jejum;
- O exame patológico não é feito no I- RADI e você deverá encaminhar o material para um laboratório de patologia;
- Os cuidados após o exame serão informados pelo médico que realizar o exame.

Mamária com Biópsia
- Trazer exames de mamografia e/ ou ultrassonografia anterior;
- Não é necessário jejum;
- Não tomar aspirina nos 7 dias que antecedem a biópsia. Outros anticoagulantes seguir orientação do médico assistente;
- O exame anátomo patológico não é feito no I-RADI, e deverá ser encaminhado a um laboratório de patologia. Solicite ao seu médico assistente outra requisição para o exame anátomo patológico;
- Os cuidados após o exame serão informados pelo médico que realizar o exame.